Trabalhar no exterior: tudo que você precisa para ter uma carreira de sucesso fora do Brasil

· Tempo de leitura 3 Minutos

Muita gente sonha em construir uma carreira de sucesso fora do Brasil e os motivos são diversos: trabalhar em uma empresa cuja sede é internacional, morar em um país em que sempre sonhou, aperfeiçoar-se em uma língua estrangeira ou, quem sabe, realizar o sonho de ocupar um cargo melhor.

O impedimento para realizar o sonho de trabalhar no exterior muitas vezes está na falta de informação. As dúvidas começam a se multiplicar na cabeça, a incerteza do futuro, o desconhecimento de onde começar, a insegurança de não saber preparar um bom currículo e até o fato de estar em um local que não fala o português.

Neste artigo, vamos sanar as principais dúvidas sobre como é trabalhar no exterior e te ensinar tudo que você precisa para ter uma carreira de sucesso fora do Brasil. Com nossas dicas, você já terminará a leitura fazendo as malas e pronto para viajar!

Como se preparar para trabalhar fora do Brasil

A seguir separamos os principais pontos que você deve levar em conta ao tomar a decisão de trabalhar fora do país.

Idioma

Para começar, você deve se aperfeiçoar na língua local. O inglês é um idioma bastante difundido no mundo empresarial e, desta forma, já ter uma base de inglês é fundamental. Caso o país no qual você deseje começar um novo trabalho não tenha o inglês como principal língua, será preciso que você aprenda um novo idioma.

A preocupação com o idioma local vai além das atividades do trabalho, pois, no momento que você estiver em um outro país, o novo idioma será usado para suas conversas do dia-a-dia, nos restaurantes que você for, nos supermercados que precisará visitar e em diversos pontos da sua nova cidade.

Lembre-se também de que dominar o idioma te ajudará em outras entrevistas ou candidaturas quando você buscar por um novo emprego.

Currículo

Caso você já possua um currículo atualizado no Brasil, basta fazer algumas modificações. Se o seu currículo estiver desatualizado, é o momento de rever as informações e adicionar as novidades.

Antes de montar o currículo, entenda um pouco mais sobre a vaga. Algumas vagas são divulgadas em inglês, mesmo em países que falam outros idiomas (espanhol, francês, etc.), nesses casos, monte o seu currículo também em inglês. Uma dica de ouro, para não errar, é ter o currículo em duas versões, uma em inglês e outra no idioma local.

Na hora da montagem, lembre-se de inserir apenas informações que sejam relevantes e, principalmente, verdadeiras. É extremamente deselegante inventar habilidades, cursos, capacitações ou trabalhos que você não desenvolveu. Pense que, em um futuro, você pode ser questionado sobre tais afirmativas.

Treinar para as entrevistas

Enviou um bom currículo e foi chamado para a entrevista? Ótimo, já é um grande passo. Provavelmente você fará uma primeira entrevista via videoconferência, seja por Skype, Hangout ou qualquer outro meio. Na entrevista você deve demonstrar confiança e explicitar os seus conhecimentos. Responda todos os questionamentos com o máximo de clareza possível.

Caso a entrevista seja feita em inglês (ou em qualquer outro idioma que não seja o português), treine antes com um amigo que fale a língua ou, quem sabe, com seu professor de inglês, assim você terá mais confiança e ficará menos nervoso na hora de responder às perguntas do entrevistador.

Fonte: Penser Imagem: Freepik

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *